Maus ciclistas.

autor desconhecido

Detesto a eterna comparação do quem é pior que quem. Quem é o pior no pior. Detesto ainda mais pessoas pequenas, cujo único argumento contra ciclistas na estrada é dizer que estes não respeitam o código, como se os automobilistas respeitassem! E detesto ainda mais detestar tudo isto, porque detestar o que quer que seja é uma perda de tempo. Tempo perdido que não se recupera e que podia ter sido dedicado à produtividade de um mundo melhor, pelo menos um mundo melhor para mim.

Noticia em 30.07.2019

Um homem de 63 anos foi atropelado numa passadeira, por uma bicicleta, na Avenida 1º de Maio, em Castelo Branco. O incidente ocorreu na manhã desta terça-feira e a vítima foi transportada para unidade hospitalar em estado considerado grave.

Fonte: https://ionline.sapo.pt/artigo/666579/homem-atropelado-por-bicicleta-em-castelo-branco-encontra-se-em-estado-grave?seccao=Portugal

Pior que ler a noticia, é ler os comentários.

Aqui a estupidez é medida em verborreia, ignorância, estupidez acéfala e constantes atropelamentos ao respeito pela vida humana. Em cima de uma bicicleta vai uma vida, um ser humano. Um pai, um filho, um irmão, ou até mesmo uma mãe, uma filha, uma irmã. E este mundo egoísta vomita ódio.

Dados de um relatório de segurança rodoviária, diz que em 2017 foram registados 5661 atropelamentos de peões. Dos quais resultaram 92 mortos. Nenhum registo de morte causado por bicicleta. Foram 92 pais, mães, irmão, filhos, maridos, esposas que não regressaram a casa depois de um dia normal, ao contrario da pessoa que conduzia a viatura que originou este desfecho.

A julgar pelos dados de 2017, desde o inicio do ano e até ao dia de hoje já terão sido vitimas de atropelamento 3.302 peões, dos quais resultaram 53 mortos, vitimas de automobilistas em excesso de velocidade, velocidade excessiva, distracção, utilização indevida do telemóvel, álcool no sangue, etc…etc…

Desconheço as causas e lamento o atropelamento do senhor de 63 anos, só posso esperar que recupere, que sejam apuradas as devidas responsabilidades, assim como aplicadas as sanções previstas na lei.

Sim, há ciclistas maus!

Mas aposto no seguinte. Vamos sair para a rua num dia perfeitamente normal e vamos mandar parar 100 ciclistas, aposto como a taxa de encartados será superior a 90% dos inquiridos.

E o que poderemos concluir com tal situação?

Maus automobilistas, são também maus ciclistas. Independentemente do veiculo que se conduz, o comportamento não muda, a personalidade não muda, uma besta é sempre uma besta!

Sim, há ciclistas maus!

Mas tenho a certeza e os números não mentem, de que o mundo seria bem melhor para todos nós se só vivêssemos com as vitimas dos atropelamentos e danos causados por ciclistas.

É que a grandeza do dano provocado por uma besta numa bicicleta, é incomparavelmente inferior ao dessa mesma besta quando ao volante de um automóvel.

Em tempos dizia-se que a estupidez era fruto da falta de informação, bem, está provado que a teoria estava errada!

Boas pedaladas.

 

Nota: A utilização da frase “há ciclistas maus”, tem mesmo o objetivo de separar “maus ciclistas” da expressão utilizada anteriormente. O primeiro é um ciclista que não trás boa imagem aos demais utilizadores da bicicleta, o segundo, bom, é apenas um ciclistas inesperiente. Percebe a diferença?

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s