Quando te falta o ar.

Podia vir falar da minha asma, ou de um pneu vazio, mas não.

Este tipo de falta de ar é diferente e tem origens neurológicas devido a estímulos nervosos oculares, que paralisam todo o tipo de neurotransmissores e tu ficas ali, parado no tempo, com a vida em suspenso.

Enquanto o cérebro para naquele momento, a vida pára com ele.

Entediado numa festa, tiro o telemóvel do bolso e rápido navego para a rede social mais próxima do polegar e à primeira imagem desencadeia-se todo um processo que me tira a respiração.

O Tiago acabara de partilhar uma foto de uma aventura que eu sabia que ainda estava a decorrer.

Como é que uma foto, um registo de uma fracção de vida, momento congelado no tempo para a posteridade consegue ter tanto impacto. Arrepiei-me, queria estar ali. Eu não estava, mas naquele momento era como se estivesse, parece que consegui sentir o vento a deslocar-se, os cheiros envolventes e até aqueles pequenos ardores nas pernas causados por arbustos baixos que nos vão desferindo pequenos golpes e só damos por eles quando o suor resolve cair nesses pequeníssimos lanhos na pele.

Eu senti tudo ao ver aquela foto.

Que inveja! Eu ali trancado numa celebração de vida, um aniversário e quem estava a celebrar a vida era o Tiago e não eu.

São raras as imagens que mexem comigo, mas aquela era demasiado provocadora, uma simples foto que não gritava vaidade, nem orgulho, nem ostentação, apenas uma afirmação de quem diz: Olha eu a viver!

A vida é feita destas pequenas grandezas que te cortam a respiração.

Boas pedaladas 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s