Orbea OIZ M50 2019.

Estou a poucas horas de devolver a Oiz e há um sentimento ambíguo em mim.

Por um lado a razão diz-me que esta bicicleta, até por ser o modelo base, está a léguas de ser uma bicicleta perfeita, mas por outro lado, uma razão que a razão desconhece, o coração obriga-me os olhos a desviarem-se constantemente para o porquinho mealheiro que não fosse estar com fracas reservas de substrato, iria ser sacrificado em prol da minha felicidade espiritual de possuir uma imperfeição que nas ultimas duas semanas me trouxe tanta felicidade.

Contrariando o que o Pedro me disse, as espectativas criadas pela Orbea quando lhe vendeu esta ideia de que se tratava de uma pura racer, sou forçado pela experiencia a contradize-lo por completo. Não é! E parte da minha felicidade assentou em ter descoberto isto.

As bicicletas de competição são eficientes e divertidas na competição, mas fora das pistas são verdadeiras cruzes que temos de carregar, em nome de sermos racers. Imagine-se a levar um formula 1 para passear a família ao domingo, ou ir ao drive-thru comer um hambúrguer. É o mais próximo que me consigo lembrar para lhe dar o exemplo.

Nunca fiz tantos quilómetros numa bicicleta de teste, em boa parte porque o tempo o proporcionou e a vontade também.

Troquei o avanço original pelo meu mais “racer”(90mm -25º), pus o meu selim de eleição para btt (Pro Stealth), os meus pedais (shimano XT) e o Pedro trocou as rodas originais Mavic CrossRide por umas DT Swiss X1900 apenas para que eu pudesse testar a bicicleta com o meu conjunto de pneus (Victoria Barzo e Peyote) e a minha posição, de forma a que nada, influenciasse a minha percepção do comportamento da bicicleta.

A cor do quadro ficou-me nos olhinhos, já passei a fase do tudo preto há uns bons anos, foram 13 deles com tudo “black”, agora gosto de cores que me permitam um salvamento eficiente e rápido se me perder no meio do monte, ou que anuncie ao povo que acabei de chegar à festa.

O quadro tem curvas que lhe dão personalidade. Com alguma tristeza minha a Orbea acaba de lançar um modelo “topo de gama” em aspecto muito diferente desta e muito igual a todas as outras.

Aquele bombear quando pedalamos em alcatrão é no mínimo aborrecido. Em tempo tive uma suspensão total (a minha ultima suspensão total antes da Focus Raven) que padecia do mesmo mal, mas foi resolvido quando cremei o amortecedor de origem e a presenteei com um Fox RP23. Acredito que nesta outro amortecedor poderia dar a mesma solução, não sei. Felizmente tem bloqueio o que resolve o problema.

Depois de bloqueada a rigidez integral do quadro é fenomenal, não torce o triângulo traseiro com já tive algumas experiencias. Ponto muito positiva neste aspecto.

Quando entras no monte, o selim e o guiador tem uma estabilidade fantástica, ai o amortecedor é muito bom e a (Fox) StepCast à frente não desilude como seria de esperar.

Não é a bicicleta de competição como o Pedro me disse, é uma bicicleta para levar a todo o lado, não faz caretas a uma pista e uns arranques, mas não é a rainha da ocasião se a espectativa for essa. Sobe com confiança, desce melhor do que o que sobe, tem um ângulo de direcção muito preciso e que curva com rapidez mas que não te tira confiança quando desces.

Pode tropeçar na passerele quando desfila de tacão alto, mas é uma rapariga que levas para qualquer lado e acima de tudo, não te envergonha em frente aos teus pais.

As suspensões totais começam a ganhar muito terreno. Primeiro porque o peso aproxima-se cada vez mais das rígidas, depois porque o preço em alguns caso está a descer com o peso e porque uma suspensão total é uma suspensão total.

Vê o vídeo e ouve os bitaites.

Amanha por esta hora já não a tenho ali no canto da sala, mas sinto que não é um adeus, quiçá um até, se o coração entretanto não se iludir de novo, porque sou um sentimental e este malandro vive de paixões.

 

O meu sincero agradecimento ao Pedro Lima por me ter proporcionado estes dias de alegria e claro à Fasabikes onde podes encontrar o Pedro.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s