BMX Race por Dário Piedade

Dário Emanuel Piedade é natural da Quarteira, aos 9 anos em representação do Radical Juventude da Quarteira sagra-se campeão nacional de BMX – Bicross.

dario3

Dário Piedade

Começava assim uma “saga” de vitorias e dedicação à modalidade que dura até aos dias de hoje.

dario7

O ProjetoPEDAL convidou-o para nos falar sobre a modalidade, ao que ele acedeu e passo a deixar o seu contributo:

Texto por Dário Piedade:

Olá sou o Dário Piedade, atleta de bmx desde 1995 com vários títulos nacionais. Neste momento sou um dos responsáveis pelo bmx no meu clube como treinador e director desportivo, por vezes não e fácil gerir o tempo para treinar, mas com o amor a camisola fazemos os possíveis para isso acontecer.

Vejo com bons olhos o futuro do bmx em Portugal, pois precisamos mais infraestruturas e equipas com vontade de trabalhar.

Vou  falar um pouco o que é o bmx race em geral.

Contexto histórico: Génese e Evolução

O BMX (Bicycle Moto Cross) teve a sua origem nos anos setenta, no estado da

Califórnia, Estados Unidos da América, sendo o motocross a grande inspiração para o surgimento desta vertente do ciclismo, o BMX Race.

Em pouco tempo tornou-se num desporto popular entre os jovens, levando a que ainda durante a década de setenta, o BMX Race fosse difundido em outros

continentes, chegando à Europa em 1978. Viveu-se nesta época um crescimento exponencial do BMX, originando a necessidade de fundar a Federação Internacional

de BMX em 1981, sendo realizado o primeiro Campeonato do Mundo apenas um ano depois. Em Janeiro de 1993, o BMX é integrado na UCI- União Ciclista Internacional.

A popularidade e a espetacularidade das corridas de BMX Race, despertaram o interesse do Comité Olímpico Internacional (COI), tendo o dia 29 Junho de 2003 ficado marcado para a história do BMX, com decisão da inclusão do BMX Race na mais importante competição desportiva, os Jogos Olímpicos, a partir de Beijing 2008.

 O que é o BMX Race

O BMX Race é um desporto com raízes na família do ciclismo que, estimula o espírito de grupo, que exige força explosiva, velocidade, agilidade, destreza técnica e sentido tático de corrida. Como espetáculo é uma competição bastante emotiva e de rara beleza, aberta a todas as idades, o que provoca muita diversão em toda a família.

dario1

O sistema de competição consiste em percorrer uma volta numa pista com 300 a 400 metros de comprimentos, com partida e chegada separadas, revestida de obstáculos de várias formas e curvas inclinadas, no menor tempo e classificação possível, frente a outros adversários.

Um máximo de oito atletas, repartidos por categorias em função da sua idade, tomam lugar na grelha de partida ao mesmo tempo, e disputam um sprint até à meta em cerca de 30 a 40 segundos de esforço máximo. Uma prova de BMX Race é constituída por uma fase inicial com 3 mangas de qualificação, no fim das quais os corredores com melhores resultados passam para as fases de eliminação 1/8, 1/4 e 1/2 de final, dependendo do número de participantes), até alcançarem a final.

É um desporto de ação e espetáculo, tanto pela velocidade em que é disputado, como pelas manobras e saltos que os praticantes realizam. O desenrolar de cada corrida, desperta sempre muita atenção do público por ainda ser um desporto jovem. O espaço competitivo pode estar inserido em parques urbanos e zonas verdes, tornando-se um desporto “próximo”, significando uma maior participação e igualmente funcionando como fator de inclusão social.

Bicicleta

dario5

A bicicleta de BMX é claramente um meio de transporte privilegiado nos grandescentros urbanos. É uma bicicleta pequena, com rodas de 20 polegadas (com exceção das “cruisers” que usam rodas de 24 polegadas), particularmente nervosa e muito fácil de manobrar. Favorece o desenvolvimento geral das capacidades motoras das crianças e jovens, através de situações de exploração das técnicas e habilidades realizadas nos obstáculos que constituem uma pista de BMX (simples bossa, duplo bossa, salto mesa, lombas, curvas inclinadas, etc.)

Pista de BMX dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008

Pista de BMX dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008

A decisão do Comité Olímpico Internacional (COI), referente à inclusão do ciclismo BMX nos Jogos Olímpicos de Beijing 2008 (China), marcou decididamente a história deste desporto. A partir deste momento, deu-se um desenvolvimento exponencial do BMX um pouco por todo o mundo. Os países responderam com investimentos no âmbito desportivo, procurando desenvolver esta vertente do ciclismo, através da construção de infraestruturas com condições de excelência para a prática do BMX Race, centros de treino e escolas de BMX Race, acompanhamento técnico especializado, realização de eventos internacionais, ações de divulgação do BMX junto das escolas direcionado para as camadas jovens, entre outros aspetos.

O esforço efetuado por estas nações ambiciona o aumento do nível competitivo dos seus atletas, de modo a conseguirem competir na disputa das medalhas Olímpicas, projetando a imagem do país no mais alto nível desportivo, os Jogos Olímpicos.

O BMX Race em Portugal

O BMX Race em Portugal teve a sua aparição nos anos 80’, seguindo as tendências do resto do Mundo. Em 1991, foram realizadas as primeiras prova oficiais no Distrito Setúbal, estendendo-se rapidamente para a região de Coimbra e Algarve. Desde essa altura tem existido um quadro competitivo permanente. A época desportiva de BMX é composta por importantes provas nacionais, incluindo Taças de Portugal, Campeonatos Nacionais e provas Open (aberta a praticantes não federados), de forma a massificar e enraizar a prática desta vertente junto das camadas jovens do ciclismo.

Desde o início do BMX em Portugal que a UVP-FPC têm vindo a desenvolver um programa ao nível das Seleções, com vista a representações ao mais alto nível. Com a decisão do COI em 2003, ao integrar o BMX como uma disciplina Olímpica, fruto do exponencial crescimento desta vertente por todos os Continentes, Portugal reforçou o seu trabalho no sentido de atingir todos os requisitos a fim de se fazer representar no maior evento desportivo do Mundo- Jogos Olímpicos.

O trabalho desenvolvido no BMX Race teve os seus primeiros frutos em 2005, onde pela primeira vez um atleta Português (Micael César) alcançou um 1º lugar no Campeonato do Mundo de BMX, realizado em Bercy – França, trazendo para Portugal a medalha de ouro na Categoria de Juniores Masculinos. Em Maio de 2008,o mesmo atleta alcançou a medalha de Bronze na categoria de Cruisers Elites masculinos, no Campeonato da Europa de BMX, realizado na Alemanha.

Aumento das Infra Estruturas

A falta de infra-estruturas desportivas destinada ao BMX Race tem sido o “calcanhar de aquiles” no desenvolvimento desta vertente do ciclismo em Portugal.
Projeto da futura pista Olímpica de BMX, junto ao Velodromo Nacional na Anadia.

Projeto da futura pista Olímpica de BMX, junto ao Velodromo Nacional na Anadia.

O plano de trabalho a ser desenvolvido nesta vertente do ciclismo, tem como principal objetivo aumentar o número de infra-estruturas, permanentes, de forma a proporcionar condições condignas para a prática do BMX race em Portugal e o seu desenvolvimento a par das restantes vertentes olímpicas do ciclismo. A criação de novas pistas é um passo estratégico fundamental para o aparecimento de mais praticantes e novos clubes desta especialidade. Vai proporcionar melhores condições e incentivar as crianças e jovens para a prática do BMX Race. No âmbito do plano de desenvolvimento desta vertente está prevista a construção de uma pista de BMX Olímpica, no CAR de Anadia. A concretização desta obra é um passo da maior importância para o desenvolvimento do BMX nacional, que vai permitir trabalharmos de igual forma com países mais desenvolvidos da Europa, de forma a melhorarmos a preparação dos atletas de BMX.

Fotografia de cartaz de promoção da Pista Olimpica da Anadia e da já construida rampa de lançamento.

Fotografia de cartaz de promoção da Pista Olimpica da Anadia e da já construida rampa de lançamento.

 

Gostaste do artigo? Passa no FACEBOOK e deixa-nos lá um

 

Like_1

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s