Um toque feminino – Joana Monteiro

joanamonteiro8

Nada está completo sem o sempre necessário toque feminino e se até há uns anos nos habituaram a vê-las nas bancadas a torcer por alguém, hoje saltaram para a pista e mostram a garra.

Diz-se que por trás de um grande homem está sempre uma grande mulher, também podemos ter o inverso, mas e se homem e mulher rivalizarem em grandeza e em garra? Elas já não se escondem atrás de ninguém!

Para os aficionados, é fácil reconhecer o nome, para o menos aficionados é um nome feminino no ciclismo.

Os últimos anos tem sido grandes para o ciclismo e as meninas que por lá andam não tem passado despercebidas, o que poucos compreenderão é o seu valor na modalidade e para a modalidade.

Mesmo na mobilidade urbana o valor “Delas” é incalculável. A própria qualidade de segurança das cidade é determinado pelo numero de mulheres que pedala na mesma, sabia desta?

Por estas e muitas outras razões, vamos todos fazer-Lhes aqui uma mais que justa homenagem.

Vamos convidar umas meninas da bicicleta a contar-nos aventuras, experiências, histórias e mais o que elas tenham para partilhar, numa rubrica a que chamamos: “Um toque feminino”.

Começamos com a simpática Joana Monteiro, atual campeã Nacional de XCO sub23 (XCO vertente olimpica do BTT)

joanamonteiro_b

Joana Monteiro:

Quero-vos contar como o meu sonho cor-de-rosa acontece em cima de duas rodas.

Ao contrário das meninas de 10 anos que brincam com bonecas, com essa idade, eu pedalava com uma felicidade enorme.

Gostava da natureza, da terra, da liberdade que sentia e esse gosto perdura até aos dias de hoje. Após descobrir esta paixão comecei a pensar mais além, a competição.

O apoio da minha família sempre foi fundamental (já agora um grande obrigada), pois sempre acreditaram no meu gosto e tornaram possível a minha evolução e continuação neste desporto.

No meu caminho, fui encontrando pessoas que me ajudaram e fizeram com que evoluísse ao ponto de alcançar os meus objetivos, que começaram a ser gigantes para uma menina tão pequenina como eu.

Fui crescendo como atleta, como pessoas, como mulher. Continuo a atingir objetivos e sempre que alcanço um que tenho em mente, defino logo outro e o trabalho começa de imediato.

Continuo a ser feminina, continuo a gostar do cor-de-rosa, continuo a ser vaidosa e o meu colar de pérolas está sempre presente mesmo quando as provas são na lama e quando soa o apito, esqueço tudo e viro fera. O objetivo é sempre o mesmo, VENCER. . . ser mais rápida, mais veloz, mais forte e mais agressiva.

Descobri neste mundo o homem da minha vida, o Mário Costa, partilha o mesmo gosto que eu pelas bicicletas (acho que somos almas gémeas), ele é um campeão e ajuda-me diariamente a ser cada vez melhor.

joanamonteiro4Já passei por experiências espetaculares, já descobri países, já conheci várias culturas, já convivi e corri contra atletas melhores do mundo, as bicicletas já me levaram à china (mas fui de avião), país que adorei e espero regressar em breve.

Claro que nos sonhos cor-de-rosa existem coisas menos boas e por vezes as minha companheira prega-me umas partidas e zango-me com ela, mas rapidamente esqueço isso, o amor que sinto por ele é incondicional

Nessas alturas, além do meu Mário, tenho os meus amigos sempre por perto, o meu treinador Sérgio Carvalho que é uma espécie de faz tudo, conselheiro, psicólogo, amigo etc etc, tenho também a minha “bossa”, Joana Barbosa, que como costumo dizer “eu e ela, e ela e eu, sou eu” revejo-me em tudo, além dos nossos nomes iguais, a nossa direção é a mesma, o nosso foco e os nossos objetivos passam pelo mesmo trilho, feitios tão iguais que por vezes nos repetimos nas frases, uma começa a outra termina, uma amizade que começou nas bicicletas mas que segue muito mais além.

Não me posso esquecer, neste momento, da minha atual equipa a ASC -Focus Team e todas as pessoas que lá pertencem, desde atletas, staff, patrocinadores até aos apoiantes. Não somos família de sangue, mas somos uma família.

Todas as pessoas que eu referi durante este meu texto estão sempre nos momentos bons e maus, festejam comigo quando me sinto realizada e não me deixam ficar triste mesmo quando há razões para tal.

Continuo a viver este meu sonho e vivo, pois todos os dias pedalo . . . É como o ar que respiro, é indispensável!

Agradeço o convite ao Pedro Silva, por me dar a oportunidade de partilhar uma parte da minha vida das bicicletas, que fica por trás da competição.

Página de atleta facebook: https://www.facebook.com/joanamonteiromtb

Website: joanamonteiroxco.blogspot.com

Um beijinho a todos,

Joana Monteiro – Campeã Nacional Sub23 Cross Country Olímpico 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s