O código mudou, o que vai mudar?

Falo do que sei, Cidade do Porto.

Cada dia que passa sou agradavelmente surpreendido com cada vez mais gente “comum” a usar a bicicleta. Já não são só famílias a passear no parque da cidade ao fim de semana, ou atletas a treinar, são pessoas que simplesmente vão de bicicleta para a faculdade, para o trabalho, que vão ao pão.

Curiosamente são cidadão que muitos deles deixam o seu carro em casa e pegam na bicicleta, tal como eu!

A partir de 1 de Janeiro de 2014, Nós, cidadãos que deixamos o carro em casa e vamos de bicicleta passamos a ter os mesmos direitos de cidadania independentemente do modo de transporte que utilizamos, é no mínimo justo.

Por favor tenham cuidado!

Não houve, qualquer campanha até ao momento por parte do governo, prevenção rodoviária, ou entidades oficiais responsáveis para sensibilizar, educar, alertar para esta mudança. Somo naturalmente um povo resistente á mudança e esta em especial, irá levar uma geração a afirmar-se, até lá corremos riscos.

Nós ciclistas sabemos que não somos uma ameaça aos automobilistas e ao seu estilo de vida, mas “eles” não o sabem.

Pelo contrário, seria benéfico mostrar-lhe que quanto maior o numero de utilizadores da bicicleta na cidade, menos engarrafamentos teriam, mais lugares disponíveis de estacionamento e menos stress, menos combustível desperdiçado nas intermináveis filas de automóveis com um só ocupante.

As estatísticas dizem que o risco de acidente grave é proporcionalmente inverso ao numero de utilizadores de bicicleta e que o numero de mulheres que pedalam, representa a qualidade de segurança das cidades.

O código mudou, mas as mentalidades ainda não.

Em 2014, o ProjetoPEDAL vai continuar a desenvolver a campanha “Partilhe a Via”, temos novos contactos de pessoas e empresas conscientes da importância da campanha e estamos a desenvolver novas formas de comunicação, estão todos convidados a participar, juntos mudamos mentalidades e mundo.

Em 2014, devido a contactos já estabelecidos, a campanha irá atravessar o atlântico e procurar afirmar-se também no Brasil que vive problemas semelhantes aos nossos.

Pedalem bem e em segurança, Partilhem a Via.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s