Ajustar uma suspensão (S.A.G. it)

O boom do btt trouxe suspensões para toda a gente e uma questão pertinente é a sua afinação. A maior parte destas tras uma tabela genérica da afinações em pressão (bar ou psi) em função do peso do utilizador, mas repare-se que é uma afinação genérica.

Há todo um leque de situações, que facilmente nos colocam numa situação em que estas indicações de fabrica não se enquadram na nossa verdadeira necessidade, induzindo-nos em erro e numa utilização inadequada, quer seja para proporcionar conforto nos passeios domingueiros com os amigos ou família, ou mesmo para uma situação mais “racing” de competição.

Situações como a geometria do nosso quadro, um avanço de guiador mais ou menos comprido, a nossa estatura e concentração de peso, a dispersão e constituição da nossa massa corporal (mais gordura ou musculo e onde, cochas, barriga, peito), são tudo questões que alteram por completo a eficiência e credibilidade da tabela padronizada que as marcas de suspensões oferecem. Estas devem ser tidas como um ponto de partida e não como a verdade absoluta.

Ou seja, mesmo que a sua suspensão se encontre perfeitamente ajustada para o seu peso e segundo a tabela, pode mesmo assim ter uma suspensão demasiado “mole” para competir, ou uma suspensão demasiado dura e desconfortável para passear, como é que contorna este problema?

De uma forma muito simples e muito mais eficaz que as tabelas de fabrica, e obtendo uma afinação totalmente personalizada para a sua performance, geometria de condução na bicicleta e para a sua constituição física.

Este modo de afinação é há muito conhecido e é chamado de S.A.G.

As suspensões de qualidade superior trazem um O-ring (anel de borracha numa das bainhas da suspensão), se sempre pensou que este acessório apenas media o curso da suspensão (curso é o quanto ela absorve nos impactos, medido por norma em milímetros), este pequeno acessório também serve o propósito de o ajudar a finar pelo SAG

O SAG é aquele pequeno afundamento que a suspensão sofre pelo simples facto de montar na bicicleta na posição normal de pedalada e é com base neste afundamento que deve decidir qual a pressão a meter na mesma.

O mínimo que se deve utilizar é um SAG de 10% sobre o curso total. Ou seja, se a sua suspensão tem capacidade de absorver um total de 100mm (curso de 100mm), o SAG deve ser de 10mm.

Mas consoante o tipo de terreno, ou exigência de conforto o mesmo pode variara até aos 30%. Deve é evitar que a suspensão esgote o curso com demasiada facilidade, esta situação poderá ditar um fim precoce à mesma. O ideal e o que pessoalmente uso como teste é rolar sobre paralelo e não sentir aquela vibração exagerada.

Use uma bomba especifica para suspensões, quando montar e desmontar da bicicleta para afinar a mesma, não efectue movimentos bruscos para não ter medidas erradas.

sag

Se tem suspensão traseira, use o mesmo sistema.

Dicas:

Para passeios mais longos, de duração superior a 3 ou 4 horas, use pressões mais leves para mais conforto. Até porque coma utilização prolongado o ar terá tendência a aquecer e uma vez expandido tornará a suspensão mais rija, menos sensível e mais desconfortável.

Para utilizações curtas e/ou intensivas, como o caso das provas de XCO por exemplo, uma suspensão mais firme será preferível.

Ficou com duvidas?  Talvez possa ajudar: projetopedal@hotmail.com

 

Boas pedaladas

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s